Domingo, 7 de Dezembro de 2008

 Não era pra ser assim. Nem mesmo era pra ser. A única e verdadeira intenção iminente em cada palavra, cada frase era DIVERSÃO.

Incrível como essa palavra perdeu todo o significado quando se trata do que sinto por você.

Tudo foi ficando tão grande, tão gigantescamente maior que eu que pode soar a tudo, menos algo parecido com divertido.

Um dia ainda vou parar e enumerar cada gota de potencialidades que você trouxe a minha vida, mesmo que isso me faça correr de você. Ou para você. Tudo bem que potencialidades não é algo convencional quando se trata de sentimentos, mas só eu sei o quando isso é importante em momentos em que só isso existe.

Como gostaria de estar escrevendo agora que você me traz uma alegria insana de tão completa, um fanatismo incompreensível, uma angustia boa de se sentir, a sensação descoordenada de ter borboletas bêbadas no estômago. Mas não. Você não me faz sentir nada disso. Não sinto tanta alegria assim, nem sou tua fã. Você me angustia sim, mas nem sempre é tão bom. Tá, a parte das borboletas bêbadas é totalmente verdadeira, mas ainda que não fosse seria mágico. Por que sei no fundo de onde deveria ser minha alma que você é bem maior que tudo isso. Você é todas as possibilidades que me esforço todos os dias para se tornarem reais. Busco em cada vã palavra significados, propostas, obviedades que me permitam ficar e me deixar ser sempre tua. Nem sempre encontro, é bem verdade, e quando isso acontece fecho os olhos e penso: Mais uma chance... só mais uma.

A impressão que tenho é que nunca vou estar completamente satisfeita enquanto não estiverem esgotadas todas as possibilidades, todas as potencialidades que você me traz. O que vou fazer dos meus dias quando todas elas se esgotarem? Bem sei. Encontrarei outras e mais outras, infinitamente. Por que o que importa, na verdade, não é o que você me faz sentir, mas como é bom ver em ti cada forma de sentimento que gostaria de ter. Por enquanto ou pra sempre isso me basta.

 


sinto-me
música C'est la vie (Carla Bruni)

publicado por Cultivando Pés de Vento... às 07:39 | link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De temporadadasflores a 8 de Dezembro de 2008 às 17:19
potencialidades e possibilidades
as palavras ficaram tão distantes nesse post amor
=/


De Lili a 12 de Dezembro de 2008 às 04:24
Um dia não vai bastar. Acredite.


Comentar post

Parte Desnecessária
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30


posts recentes

...

Que música do Los Hermano...

...

'-'

Amor Feinho

Sei...

Se pudesse, esse amor tod...

Finalmente chegou...

...

Se ele ficasse comigo...

arquivos
tags

amor

bom

bruxaria

carpinejar

celta

chocolate

cinema. blogagem coletiva

esquecer de novo!

fofo

guitar hero

los hermanos

marvin gaye

ócio

olhar

preguiça

sexo

signos

wicca

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds