Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

Conheci a Amélie num momento em que um diferencial se fazia necessário na vida. E ela me caiu como uma luva. Foi por ela que descobri e aprendi a evitar erros grotescos de convívio, a apreciar solidões demasiadamente constantes e a dizer não a coisas que sempre soube serem dispensáveis aos meus dias.

 

Le Fabuleux Destin d'Amélie Pulain (de Jean Pierre Jeunet)  tornou-se o filme da minha vida por criar uma linha delimitando meu amor  por cinema em antes e depois dele. Foi minha primeira experiência de doçura cinematográfica, a primeira vez que me vi em cenas, lugares, figurinos, cores...

Nunca soube definir se minha paixão foi influenciada pela beleza dos cenários, pela trilha sonora que é a cara do meu MP4 ou pela meiguice da descoberta de uma nova vida transformando as vidas em volta. Talvez tenha sido a junção de tudo, ou ainda o ar de liberade presente em cada frame. Não sei. Na verdade, nunca soube de nada realmente concreto da Amélie e dos seus desejos e isso só aumenta o fascínio e a identificação.

Na busca por mudar os dentinos à sua volta, ela mudou o meu. Me ensinou lições que nenhuma ficção conseguiu sequer chegar perto. Se tornou íntima, única, ícone. O amor do Nino, a sabedoria do Homem de Vidro, a ternura do Lucien,a paixão incondicional da Madelaine, me fez ver o sabor das coisas simples. Me fez perceber quanto tempo perdia com grandiosidades enquanto as alegrias se escondiam nas miudezas. 

Por se tratar de uma fábula imagino que tenha feito a diferença na vida de muitas pessoas como fez na minha.  Afinal todos precisam de ensinamentos. Se eles vierem em verde e vermelho com um sorriso doce e um romance no meio, melhor ainda.

 

 

 

Este post faz parte da Blogagem Coletiva "O filme da minha vida", promovida pela Vanessa, do Fio de Ariadne.



publicado por Cultivando Pés de Vento... às 23:39 | link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De Vanessa a 1 de Maio de 2009 às 00:28
Para mim o filme fez muita diferença também. Acho-o simplesmente maravilhoso. Obrigada por participar da coletiva.

Abraço


De Nanda Botelho a 2 de Maio de 2009 às 00:16
Sim fez diferença em várias pessoas, tanto que mesmo sendo um filme recente, foi lembrado várias vezes nessa blogagem.

Eu também gostei muito desse filme!

E também participei da blogagem, abraços!


De gisele amaral a 3 de Maio de 2009 às 02:26
Ótima, escolha! Aaaaamo esse filme, por toda a magia que ele cria em nossa vida! Sou suspeita para falar dele!

Beijos!
=*


De Emerson a 13 de Maio de 2009 às 22:12
Bonsoir mon' ange!

Nem preciso te dizer o quanto esse filme se tornou importante pra mim também. Afinal, é a coisa que mais me faz se lembrar de você!

Adoro seus textos!

À bientôt,

Baisers! ;)


Comentar post

Parte Desnecessária
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30


posts recentes

...

Que música do Los Hermano...

...

'-'

Amor Feinho

Sei...

Se pudesse, esse amor tod...

Finalmente chegou...

...

Se ele ficasse comigo...

arquivos
tags

amor

bom

bruxaria

carpinejar

celta

chocolate

cinema. blogagem coletiva

esquecer de novo!

fofo

guitar hero

los hermanos

marvin gaye

ócio

olhar

preguiça

sexo

signos

wicca

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds