Domingo, 18 de Janeiro de 2009

 sou obrigada a aceitar a frustração de nossas derrotas. Ah, isso tá ficando tão cansativo! A gente tenta, veja bem, sei que os esforços não são unilaterais; mas o que importa? Minha mania de ver sentimentos como círculos a serem fechados não passa de um disfarce imbecil da minha vontade de fazer as coisas acontecerem. (Maldita Martha e suas quase razões.) O seu esforço pra salvar sentimentos chega a ser heróico, às vezes patéticos e sempre em vão.

Não sei o que houve, ou talvez até saiba, mas essa consciência ainda não me chegou ao limiar da percepção. Onde nos perdemos? Onde foram parar todos os sentidos do início? Lutar contra o invencível cansa e desistir dele amedronta. Seria perfeito acordar e dizer:"Foi ali que mudou." Mas não posso fazer isso sem ser leviana.

Devo confessar que há horas estou aqui me perdendo entre datas e palavras tentando entender onde nos perdemos e só encontro mais dúvidas. Você sabe? Você seria capaz de responder pq deixou de ser você? Pq deixei de ser eu? Pq deixamos de ser quem procurávamos?


sinto-me

publicado por Cultivando Pés de Vento... às 13:15 | link do post | comentar | favorito

Parte Desnecessária
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30


posts recentes

...

Que música do Los Hermano...

...

'-'

Amor Feinho

Sei...

Se pudesse, esse amor tod...

Finalmente chegou...

...

Se ele ficasse comigo...

arquivos
tags

amor

bom

bruxaria

carpinejar

celta

chocolate

cinema. blogagem coletiva

esquecer de novo!

fofo

guitar hero

los hermanos

marvin gaye

ócio

olhar

preguiça

sexo

signos

wicca

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds