Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2008

Sim, a microssérie já acabou. Mas o fascínio permanece.

O Realismo de Machado de Assis foi invadido de tal forma pelo ar de sonho que mesmo após o fim é impossível não se pegar pensando. Impossível não sentir uma falta incompreendida que só coisas boas fazem.

Saudades da loucura visceral e apaixonante do Bentinho mais apaixonado do que minha imaginação criou. Uma vontade de compartilhar da soberba displicente de uma Capitu bela como nem Machado imaginou. E Escobar... que olhos! Duvido que na imaginação do leitor machadiano o algoz de um amor de infância conseguiu ser tão belo.

Capitu me deixou as mesmas impressões e lembranças que Dom Casmurro conseguiu. Porém com um cenário, trilha sonoro e rostos que meu fanatismo literário jamais me permitiu ter. Valeu cada espera, cada capítulo.

 

 



publicado por Cultivando Pés de Vento... às 02:54 | link do post | comentar | favorito

Parte Desnecessária
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30


posts recentes

...

Que música do Los Hermano...

...

'-'

Amor Feinho

Sei...

Se pudesse, esse amor tod...

Finalmente chegou...

...

Se ele ficasse comigo...

arquivos
tags

amor

bom

bruxaria

carpinejar

celta

chocolate

cinema. blogagem coletiva

esquecer de novo!

fofo

guitar hero

los hermanos

marvin gaye

ócio

olhar

preguiça

sexo

signos

wicca

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds