Sexta-feira, 26.06.09

 



publicado por Cultivando Pés de Vento... às 05:56 | link do post | comentar | favorito

 

 

 http://www.galeon.com/anarquista/testehermanos.html



publicado por Cultivando Pés de Vento... às 05:01 | link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 15.06.09

 



publicado por Cultivando Pés de Vento... às 06:29 | link do post | comentar | favorito

Sábado, 06.06.09

...nunca mais.

 "João,


você não imagina a força que faço para deixar de ser sua.


América"



publicado por Cultivando Pés de Vento... às 21:27 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 02.06.09

 Eu quero amor feinho.

Amor feinho não olha um pro outro.
Uma vez encontrado, é igual fé,
não teologa mais.
Duro de forte, o amor feinho é magro, doido por sexo
e filhos tem os quantos haja.
Tudo que não fala, faz.
Planta beijo de três cores ao redor da casa
e saudade roxa e branca,
da comum e da dobrada.
Amor feinho é bom porque não fica velho.
Cuida do essencial; o que brilha nos olhos é o que é:
eu sou homem você é mulher.
Amor feinho não tem ilusão,
o que ele tem é esperança:
eu quero amor feinho.

 

[Adélia Prado]


sinto-me

publicado por Cultivando Pés de Vento... às 08:41 | link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 22.05.09

 

 

...que só chegaremos até onde for possível, nem um milímetro a mais.



publicado por Cultivando Pés de Vento... às 03:19 | link do post | comentar | favorito

Domingo, 17.05.09

 



publicado por Cultivando Pés de Vento... às 08:25 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

 ...o momento do amor onde começo a questionar tudo e sentir desconforto com perguntas não respondidas e palavras não ditas. Nem é culpa dele, do vento, do tempo ou do que existe entre nós. Eu sou assim desde sempre e com todo tipo de relacionamento. Mas como fazer uma pessoa nem um pouco adaptada a sandices entender que cada gesto louco, cada possessividade, cada exigência é só uma forma de dizer que todos os dias ela se torna mais importante na minha vida?

Parece mesmo contraditório e talvez até seja, mas quanto mais quero alguém próximo mas testo sua paciência em se manter perto. É como se quisesse provar a mim mesma que sentimento nenhum merece ser maior do que eu possa expressar, do que eu possa explicar.

Isso causa confusão nas pessoas, sei. Mas juro que é mais forte que minha vontade romântica de sentar e simplesmente ser feliz. Bem queria ser cega aos detalhes e só acompanhar um desfecho gostoso, intenso... mas não consigo. Sempre busco onde estão os erros e, lógico, sempre acabo encontrando um ou outro que mais tarde será potencializado por minha insanidade e sufocará meu amor até ele não mais encontrar frestas de ar.

Quero tanto...tanto...tanto...que seja diferente dessa vez justamente por dessa vez ser diferente. Quero tanto me dopar do teu amor cada vez que as dúvidas que você nem alimenta vierem atormentar. Quero tanto olhar nós dois e saber que não preciso temer nada pq não existe mesmo, de verdade nada a ser temido. Quero tanto desativar todas as minas e deixar que vc chegue cada vez mais perto sem a necessidade de te explodir cada vez que algo não sai como desejo.

De onde diabos vem essa minha maldita mania de buscar sempre rachaduras em sentimentos que parecem tão sólidos?

Não sei o que fazer. Muito menos sei o que você deve fazer. Tudo parece tão certinho, tão milimetricamente alinhado que talvez minha necessidade de imperfeição seja frustrada e leve junto essa mania de fazer tudo dar errado. Pq eu quero que com vc dê certo por mérito meu tb. Pq não quero me condenar por estragar o frescor e a doçura que vc traz aos meus dias. E pq nós dois merecemos esse mundinho perfeito que vc criou e me levou junto.

Pq eu sei que só vc tem meus encaixes, minhas dobradiças. Só vc é dono de todos os dias onde minha paz e minha agonia podem residir.

 


sinto-me

publicado por Cultivando Pés de Vento... às 07:47 | link do post | comentar | favorito

Domingo, 03.05.09

 Existem dias bons...

dias ruins...

e dias absolut com red bull. *-*

 


tags:

publicado por Cultivando Pés de Vento... às 04:40 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 02.05.09

 

 

 

...lhe sopraria bolhas todas as manhãs e junto com elas milhões de beijinhos dos quais sentiria falta depois. Deixaria que tocasse acordeon e fizesse todo o barulho possível pra me mostrar que jamais estaria sozinha. Fecharia seus olhos por segundos pra que apenas sentisse a importância que tem em minhas horas e o doparia de chocolates com recheio de ameixas.

De tarde me afastaria dos seus sonhos e o permitiria me procurar incansavelmente. Consertaria seu relógio de pulso mesmo sabendo que dali viria o fim dos nossos planos.

No jantar lhe serviria pedacinhos de goiabada açucarados pra sobrepor qualquer doçura que o longo dia tenha levado e lhe beijaria a ponta dos dedos como se todas as bençãos do universo viessem do seu toque. Ao fim da noite nos abraçaríamos no sofá esperando o sono que nem sempre viria e, enquanto embaraço seus cabelos, faria promessas de dias intensos que jamais amanheceriam, contaria contos de borboletas sem asas e esperaria que seu sorriso viesse, mesmo que fosse o primeiro e último de toda a vida.


tags:

publicado por Cultivando Pés de Vento... às 08:37 | link do post | comentar | favorito

Parte Desnecessária
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30


posts recentes

...

Que música do Los Hermano...

...

'-'

Amor Feinho

Sei...

Se pudesse, esse amor tod...

Finalmente chegou...

...

Se ele ficasse comigo...

arquivos
tags

amor

bom

bruxaria

carpinejar

celta

chocolate

cinema. blogagem coletiva

esquecer de novo!

fofo

guitar hero

los hermanos

marvin gaye

ócio

olhar

preguiça

sexo

signos

wicca

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds